A natureza foi generosa com Cayastá, requintada população do corredor litoral de Santa Fe, Argentina, ruas de areia e ritmo tranquilo, localizada em um paraíso natural no rio San Javier, poderoso afluente do rio Paraná.
 
São essas mesmas terras e estas paisagens onde Juan de Garay apaixonou-se e decidiu estabelecer a primeira fundação de Santa Fé, cujas ruínas, um verdadeiro patrimônio da humanidade, deslumbram por sua conservação e pelo testemunho inestimável. 
 
Cayastá tem um clima temperado. É notável a ausência de quatro temporadas bem definidas, com pouca variação de temperatura anual com verões mornos e invernos amenos, e chuvas que atingem 1.100 milímetros distribuídos uniformemente por todo o ano e abundante humidade. A estação mais quente é de novembro a março. A temperatura média no inverno é de 10 º C e temperatura média no verão é de 24 º C.
 
Cayastá está sob a influência direta do San Javier, que é a sua fronteira sul e o córrego Paso del Tigre que é o seu limite norte. O San Javier é um afluente do Paraná, que não só é o rio principal da Santa Fe, mas é uma sub-bacia de 1.510.000 km2, e está entre as maiores do mundo, com seus 3.740 km de comprimento, incluindo a seção do Paranaíba.